Quem Somos

A Associação Cultural Educacional e Social Dynamite – ACESD é uma organização sem fins lucrativos da sociedade civil fundada em 8 de novembro de 2004. A ACESD tem qualificação como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – processo MJ nº 08071.006263/2008-66) pelo Governo Federal e declarada como de utilidade pública municipal (decreto 50665/2009, renovada em 2013) e cadastrada no Estado de São Paulo através do Certificado de Regularidade Cadastral de Entidades – CRCE. Isso demonstra o reconhecimento da sua atuação e o reconhecimento de suas práticas emitidas por instituições governamentais, nos níveis municipal, estadual e federal. É filiada à ABRASCIP – Associação Brasileira das Sociedades Civil de Interesse Público.

Em 2009, foi agraciada com duas premiações do Ministério da Cultura: Prêmio Pontos de Mídia Livre (Secretaria de Cidadania Cultural – SCC – e Secretaria de Articulação Institucional-SAI) e Concurso Público Prêmio Cultural LGBT 2009 (Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural). Em 2010, recebeu o recebeu o Selo Prêmio Cultura Viva, uma chancela de reconhecimento desenvolvida para dar visibilidade às iniciativas culturais que se destacaram no ano. No triênio 2010/2012 foi reconhecida como Ponto de Cultura pela Secretaria Estadual da Cultura e Ministério da Cultura, sendo novamente premiada em 2018. A ACESD também é hoje reconhecida como principal apoiadora de artistas independentes por todo o Brasil.

Na área LGBT, além de priorizar o atendimento deste público em todas suas atividades, organiza desde o ano de 2000 o Mix Music, pioneiro festival de música voltado ao público LGBT com fomento a artistas LGBTs. Hoje a ACESD tem a gestão dos Centros de Cidadania LGBTI Laura Vermont – Zona Leste (desde 2017) e Luana Barbosa dos Reis – Zona Norte (desde 2019), equipamentos da Prefeitura de São Paulo e se tornou referência nacional em termos de políticas públicas voltadas para esta população em situação de vulnerabilidade, atuando com serviços sociais, psicológicos, jurídicos, pedagógicos e de inclusão digital. Faz o gerenciamento do pioneiro Programa Transcidadania que atua para o resgate e ampliação da escolaridade e empregabilidade de travestis e transexuais, através de uma bolsa auxílio em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho.

Entre 2009 e 2016, a ACESD manteve uma sede de 450 m2 no bairro do Bixiga (Bela Vista) na região central de São Paulo, o CMIJ – Centro de Música e Inclusão para Jovens, que busca inserir e dar oportunidade a jovens para através de atividades culturais e esportivas gratuitas buscarem novas oportunidades tanto de emprego e renda como de inclusão social. Entre os anos de 2009 e 2016, formou mais de 3.000 pessoas entre os cursos de música, cultura e inclusão digital ofertados. A atuação social da ACESD, através do sucesso do CMIJ demonstra a qualificação das experiências sócio-culturais da proponente.

A ACESD já realizou eventos e prestação de serviços culturais e sociais para grandes empresas como Pepsico do Brasil (Toddy), Claro (BCP/Telet), TV Globo, Gazeta Mercantil, Editora JB; gravadoras como ST2 Music, Emi Music, Performance Be Records e Deck Disc; organizações como o SESC/SP, SESI/SP, Museu da Imagem e do Som, APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte), CPT (Cooperativa Paulista de Teatro), Associação dos Lojistas do Shopping ABC, Instituto Cultural Galeria do Rock e Faculdade Belas Artes; além de ter realizado eventos para a Prefeitura Municipal de São Paulo (Centro Cultural da Juventude, Secretaria Municipal de Cultura e Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual da Secretaria de Participação e Parceria), para a Secretaria de Estado da Cultura e para a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer do Governo do Estado de São Paulo, e também para as Prefeituras Municipais de Caraguatatuba, Taboão da Serra e Guarulhos. Isso demonstra a capacidade da ACESD em agregar outros atores sociais, organizações não governamentais e parceiros públicos ou privados.

Além disso, a ACESD possui vários projetos aprovados na Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e ProAc ICMS/SP, sendo que quatro deles já obtiveram captação e tiveram suas prestações de contas entregues e aprovadas: Arquivo do Rock Brasileiro (patrocinado pela Petrobras, aprovado em edital público); Cena Musical Independente Brasileira (patrocinado em duas edições pela Claro e Toddy), e da implantação do próprio CMIJ (patrocinado pela Mágico/Pepsico) e renovada este ano de 2020 pela empresa Protege. Isso demonstra a capacidade da ACESD em realizar parcerias com a sociedade civil e com a rede de serviços públicos, visando atender as demandas da parceria e as dos usuários em projetos que demandam os rigores inerentes às legislações vigentes, sejam eles de incentivo fiscal ou investimento direto, como os convênios e com as contas devidamente aprovadas, referentes ao edital dos eventos de comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo em 2008 e 2009 com a Prefeitura de São Paulo, com convênios estabelecidos via emenda parlamentar com a Secretaria de Estado da Cultura, ou mesmo nos agraciados através dos editais do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, entre 2006 e 2018. Todas essas ações, projetos e qualificações demonstram a capacidade da ACESD na garantia da contrapartida na gestão dos serviços a serem realizados e do cumprimento das metas estabelecidas.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.